Selo  de Qualidade

 

A ADETS  recebeu  o Selo  de  Qualidade, em  julho  de  2005,  o que  significa  fazer parte  de  um  seleto grupo de organizações que fornecem  serviços em  T&D Treinamento  e Desenvolvimento, com  qualidade, conforme  o  item 4.3.5 da  ISO 10015.

É um DIFERENCIAL para quem fornece o serviço e uma SEGURANÇA para quem contrata.

 


 

PROGRAMA 2013

 

CAPACITE SUA EQUIPE DE TRABALHO

 

Com programas que fazem a diferença

para o alcance dos resultados de excelência das pessoas e das organizações.

 

 

FAÇA A RELAÇÃO DOS CURSOS DE INTERESSE PARA ESTABELECER O PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA SUA INSTITUIÇÃO.

 

 

CLIQUE AQUI

 


 

 

FAÇA AQUI O

CADASTRO

 

PARA  RECEBER  NOSSA 

AGENDA  DE CURSOS

 

 


 

 

 

 

AGENDA DOS CURSOS

 

CLIQUE AQUI

 

 

 

 

 

 

 


 

 

O que é o Terceiro Setor


O Terceiro Setor é constituído por organizações privadas, sem fins lucrativos que geram bens, serviços públicos e privados.

Todas elas tem como objetivo o desenvolvimento político, econômico, social e cultural, no meio em que atuam.

As organizações do Terceiro Setor exercem atividades relevantes à sociedade, mobilizam uma grande quantidade de pessoas, geram empregos e recursos significativos.

A organização de uma sociedade constituída, comporta três setores, a saber:

  • O primeiro setor confere o poder ao governo;

  • O segundo Setor corresponde à livre iniciativa, que opera o mercado, define a agenda econômica, usando o lucro como instrumento;

  • O Terceiro Setor corresponde às instituições com preocupações e práticas sociais, sem fins lucrativos, que geram bens e serviços de caráter público, tais como as ONG´s ou sejam Associações e Fundações.

Áreas de atuação: educação, saúde, assistência, cultura, recreação, como também áreas emergentes, ambientalismo, direitos humanos, promoção do voluntariado, formação para a cidadania.

Responder a esses desafios, exige além de uma boa e transparente contabilidade; definir claramente sua missão; estabelecer objetivos  e  metas; escolher os melhores meios; conhecer e aplicar as ferramentas de gestão; reduzir custos; difundir o que faz junto ao público alvo; animar o espírito voluntário; medir e avaliar o desempenho; planejar para além do dia de amanhã; entre outras exigências.

Exige, enfim, uma transformação das instituições, para enfrentar os desafios gerenciais da comunicação eficaz.

São cerca de 250 mil organizações que se movem no Terceiro Setor no Brasil, a maioria delas carente de capacitação gerencial.

O Estado começa a reconhecer que as ONGs acumularam um capital de recursos, experiências e conhecimentos sobre formas inovadoras de enfrentamento das questões sociais que as qualificam como interlocutores e parceiros das políticas governamentais.

O Mercado, antes distante, para não dizer indiferente às questões de interesse público, começa a ser penetrado pela noção de responsabilidade social e passa a ver nas organizações sem fins lucrativos canais para concretizar o investimento do setor privado empresarial na área social, ambiental e cultural.

O próprio conceito de Terceiro Setor começa a se ampliar para além do círculo das ONGs, valorizando outros fatores e serviços como a filantropia empresarial, as associações beneficentes e recreativas, as iniciativas das igrejas e o trabalho voluntário.

Através da experimentação de ações em parceria, Governo e sociedade começam a aprender a pensar e agir juntos, identificando o que cada um faz melhor e somando esforços em prol de objetivos de interesse comum.


A afirmação deste novo perfil participante e responsável da sociedade brasileira se traduz na busca de novas formas de articulação entre organizações do Terceiro Setor, órgãos governamentais e empresas.

Valorizar a co-responsabilidade dos cidadãos não significa tampouco eximir o Governo de suas responsabilidades. Significa, isto sim, reconhecer que a parceria com a sociedade é que permite ampliar a mobilização de recursos para iniciativas de interesse público.

No mundo contemporâneo, a democracia como exercício cotidiano não é mais possível sem a presença e ação fiscalizadora dos cidadãos.

O papel de uma sociedade informada e atuante não é o de esperar tudo do Estado. Cuidar junto aparece, cada vez mais, como alternativa eficiente e democrática.

A cultura da solidariedade e da cidadania é uma construção recente e ainda frágil. Há setores do Estado que temem a participação da sociedade, como uma intromissão indevida em suas áreas reservadas de competência.

Resistências, preconceitos e desconfiança mútua estão, no entanto, sendo superados na medida em que ações em parceria se generalizam.

O fortalecimento do Terceiro Setor implica, por sua vez, na construção de respostas a quatro grandes desafios que estão hoje colocados à expansão e qualificação de suas atividades:

  • produzir e disseminar informações sobre o que é e o que faz o Terceiro Setor;

  • melhorar a qualidade e eficiência da gestão de organizações e programas sociais;

  • aumentar a base de recursos e a sustentabilidade das organizações da sociedade civil de caráter público;

  • criar condições para o aumento da participação voluntária dos cidadãos.

O Terceiro Setor vem favorecendo mais de 9 milhões de pessoas, ou seja, 6% aproximadamente da população total.

No país, as mais de 250 mil entidades, empregam mais ou menos 2 milhões de pessoas, tendo movimentado recursos em torno de 1,2% do PIB, o que representa aproximadamente 12 bilhões de reais.

 

Outro dado importante é que já superam os 12 milhões, os voluntários que lutam por esta causa no Brasil.

 

Devido a sua importância, não podem continuar sendo administradas apenas com a boa vontade dos participantes.

A cobrança do desempenho é feita pela comunidade, cada vez mais preocupada com o bem comum.

É preciso desenvolver a capacidade gerencial dos tomadores de decisão, o que inclui a aquisição de habilidades e metodologias atualizadas na fronteira do conhecimento, para que o desempenho superior seja alcançado.

 

Houve nos últimos anos uma grande expansão do Terceiro Setor no Brasil.

Voltar

 

 

 

                  www.adets.com.br

 

© ADETS- Assessoria e Desenvolvimento para Excelência do Terceiro Setor

Tel: (11) 5539-0066 / (11) 3564.8836 / (11) 9 9347.9715

Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por In web design